Ajustando a Taxa de Rejeição de um Site – Web Analytics

Olá pessoal, tudo bem? Bom, fazia tempo que não escrevia e resolvi retornar dando um panorama desse fim de semana em relação a meus estudos. Um dos clientes precisava fazer a integração do Data Layer do ecommerce para popular os dados no Google Analytics e a partir dai iniciei alguns estudos bem interessantes e pude aplicar no nosso próprio site.

Web Analytics

Atualizando os estudos de Web Analytics pelo Google Tag Manager do fim de semana:

– Monitoramento de quanto da página a pessoa rola com o scroll: 25%, 50%, 75% ou 100% e também em Pixels a distância. Podemos avaliar o interesse da pessoa que visitou determinada página, o quanto ela leu a mesma. Quem sabe se a pessoa que chegou a ler até 50% da página, não poderia entrar em uma segmentação a ser usada para ser impactada em campanha de mídia digital por exemplo? Tipo impactar pessoas que tiverem interesse em ler determinado artigo ou página. Fica a dica para um próximo estudo.

– Ajuste do Bounce Rate: muitas vezes a pessoa entra na Home e consegue encontrar alguma informação específica e sai da página, isso não deveria entrar na taxa de rejeição. Solução: Criação de evento de tempo mínimo onde a pessoa entra e da uma lida nas informações e encontra o que procura. Não podemos generalizar, o Google considera como Bounce Rate quando a pessoa entra na Home e não gera uma PageView, ou seja, quando não entra em outros links internos. Mas ela pode resolver o problema dela com um simples acesso a home e a maneira como resolvi isso foi disparando um evento de tempo mínimo de navegação. Você pode determinar um tempo entre 10 a 25 segundos por exemplo.

– Monitoramento de eventos de cliques (Ex: Adicionar no carrinho, Ler algum artigo do Blog e Cliques em gerais). Bem legal ter um relatório por cliques em botões diversos do site para saber como está sendo o engajamento em cada elemento de uma página.

Bem produtivo esses dias! Boa semana…