Growth Hacker alavancando os negócios

O que significa Growth Hacker?

Esse termo tem como origem Sean Ellis. A melhor definição seria o marketing orientado a experimentos. A estratégia foca na busca por brechas e oportunidades; os hacks; para que a empresa consiga o sucesso e resultados rápidos para seu crescimento (growth).

“Growth Hacking é marketing orientado a experimentos.” (Sean Ellis)

via GIPHY

Sean Ellis foi Head de Marketing do LogMeIn, um software de acesso remoto super conhecido e além disso, foi o primeiro profissional de marketing do Dropbox, serviço que compartilha arquivos na nuvem.

Sean Ellis é conhecido por conseguir crescimento rápido pelas startups por onde passa. Ele fundou e é o CEO do portal https://growthhackers.com.

Um profissional de Growth Hacker deve ser um profissional com perfil de métricas, web analytics, foco em experimentos, teste AB, pesquisa, uso e teste de ferramentas para que as empresas tenham resultados rápidos e positivos.

Esses profissionais focam em alternativas inovadoras, por muitas vezes de baixo custo, o que é muito positivo quando a empresa é embrionária ou não têm muito capital de investimento.

A mágica acontece quando o novo cliente ouve sobre o produto ou serviço através das redes pessoais e tendem a compartilhar com suas conexões. Dai a viralização do mesmo. Há etapas que são seguidas, primeiro a conscientização, depois o uso e finalizando o compartilhamento, o que traz um crescimento exponencial da empresa, mostrando que é uma estratégia muito interessante.

O profissional de Growh Hacking deve ser criativo com o objetivo de encontrar formas inovadoras e únicas na condução do crescimento, ele testa e evolui algumas técnicas já existentes e traz novidades no que há de mais eficiente e que tenha um custo interessante.

Criatividade é a palavra da vez para esse tipo de profissional, ele vai além das estratégias de Mídia Digital. O que acontece é que canais tradicionais de Marketing têm um custo bem alto e os testes e experimentos vêm como uma alternativa ideal para gerar um crescimento diferenciado para as empresas.

Algumas ferramentas do Growth Hacker:

– Automações de Marketing: softwares que  identificam, acompanham e agem de forma personalizada com o target, melhorando o relacionamento em geral;

– Aquisições Virais: compartilhamento de conteúdo relevante;

– Aquisições pagas: SEM (search engine marketing), Mídia Digital (Google Adwords, Instrgam Ads, Twitter Ads, Youtube Trueview, Display do Google, Facebook Ads), comerciais na TV, Mobile Ads, rádios, marketing de afiliados, dentre outros;

– Marketing de Conteúdo (Content Marketing): posts em blogs, lives no Facebook, podcasts, infográficos e vídeos virais;

– E-mail Marketing: Estratégia de relacionamento e comunicação com os leads;

– SEO (otimização em sites de buscas): infraestrutura que visa o bom posicionamento dos sites no Google.

Geralmente o Growth Hacker traz aumento da visibilidade da marca e do tráfego para o site

Há muitas outras ferramentas e tudo depende da criatividade do profissional. O Growth Haccker tem como foco e meta principal o crescimento de clientes de um determinado produto ou serviço e para tal inicia um processo de investigação, testes, monitoramento, avaliação e implementação.

Com essa estratégia, produtos ou serviços sairam do zero e foram a dezenas de milhões de usuários em poucos anos. Como exemplos temos Airbnb, Pinterest, Zynga, Groupon, Instagram, Hubspot, Buzzfeed, Dropbox e vários outros.